O Dia Seguinte.

Vinte e seis de de dezembro, o dia após o Natal. Dia de curtir os presentes que ganhamos na noite anterior. Eu vou logo esnobar:  passei o dia todo andando de carro. Revezava o fuscão e a ferrari do Felipe Massa. Quem quer carona?

Noite Feliz.

Este foi o meu primeiro Natal. Vô Hélio tem a casa de Cabo Frio há 13 anos e, desde então, no Natal a família do papai se reúne lá. Quando mamãe casou com papai, ela e a vó Gina também começaram a passar o Natal em Cabo Frio. Este ano não foi diferente. Quer dizer, foi sim, pois eu estava lá.

Mamãe e papai não trabalharam na semana anterior ao Natal, então fomos para Cabo Frio dia 19. Mas  o que quero neste post é falar da cerimônia de preparação da ceia. Vovó repete o mesmo ritual todos os anos. Claro que papai sempre inventa uma novidade e vovó Lolo fica louca da vida com ele. Este ano a briga foi por causa dos temperos diferentes que papai quis fazer para o Perú e para o Chester.

Além do Perú e do Chester, tem sempre a maionese feita pela vó Lúcia, com tudo picadinho bem pequenininho, farofa com passas, bolinho de bacalhau, rabanada, panetone, queijo do reino, nozes, avelãs, ameixa e damasco. A hora mais divertida é a da preparação da rabanada e do bolinho de bacalhau. Vovó vai fritando e todo mundo roubando as rabanadas e os bolinhos da bandeja. Conclusão: a bandeja demora a ficar cheia e vovó bota todo mundo pra correr.

Dizem que Papai Noel costuma chegar à noite, quando as crianças estão dormindo. Mas lá em Cabo Frio é diferente. Ele chega mais cedo, logo depois da ceia, e esconde os brinquedos no jardim sem ninguém ver. Depois liga para o celular do papai, que vai dando as dicas de onde estão os presentes. Os meus quem achou foram os primos Pe e Be. Ganhei um cachorrionho e um celular de brinquedo. Pe e Be também ganharam presentes. E até o Ploc, a Kate e o Luke receberam brinquedinhos este ano.

Depois que as crianças abrem os presentes é a vez do amigo oculto, uma brincadeira em que as pessoas sorteam nomes e trocam presentes entre si. Antes do momento da troca de presentes ninguém sabe ainda quem é o amigo qe vai presenteá-lo, daí o nome da brincadeira: amigo oculto.

Eu não participei do amigo oculto, mas ganhei muitos presentes além dos do Papai Noel. Papai e mamãe já tinham me dado um andador. Da dinda Alice ganhei um carro para passear que parece até um fusquinha. O dindo Zé me deu uma bela Ferrari que vai fazer o maior sucesso no parquinho do prédio. A vó Loló me deu um jogo de montar com cubos de plástico coloridos. E ganhei da vó Lúcia três dinossauros de borracha.

Terminada a troca de presentes, nos preparamos para a chegada da meia noite.  Abraçamos e beijamos uns aos outros e desejamos Feliz Natal.

Mas é bom lembrar que o que celebramos esta noite é o nascimento do menino Jesus, filho de Maria. Ela e o carpinteiro José, seu marido, moravam em Nazaré, uma cidade da província da Galiléia, no norte da Palestina. O Evangelho de Lucas conta que o arcanjo Gabriel apareceu a Maria e anunciou que ela ia dar à luz o filho de Deus, o prometido Messias.

Lucas relata também que, após receber a notícia do anjo, Maria teria passado uns três meses com Isabel e Zacarias nas montanhas de Judá e que depois retornou para sua casa.

Mateus, por sua vez, traz a informação de que José, não teria compreendido inicialmente que Maria recebera a importante missão de conceber o Messias e se afastou de Maria, pelo que um anjo lhe pareceu em sonhos para que ele a recebesse.

Algum tempo antes de Jesus nascer, Maria e José foram a Belém, a fim de terem seus nomes registrados em um recenseamento. Devido a um decreto, todas as pessoas que viviam no mundo romano tiveram que se alistar em suas respectivas cidades, sendo que José era de Belém.

Belém era uma pequena cidade do sul da Judéia. Maria e José encontraram abrigo num estábulo, e foi aí que Jesus nasceu. Maria fez de uma manjedoura o berço para ele.

Os Evangelhos falam de pastores que, perto de Belém, viram anjos no céu e os ouviram cantar: Glória a Deus nas alturas e, na Terra, paz e boa vontade entre os homens . Algumas traduções da Bíblia dizem: paz na Terra aos homens de boa vontade.

A Bíblia também relata que vieram sábios do oriente para ver o Messias recém-nascido. A princípio perguntaram por ele na corte de Herodes. Mais tarde puderam localizá-lo, seguindo até Belém a luz de uma estrela. Trouxeram a Jesus oferendas de ouro, incenso e mirra.

Herodes pedira-lhes que voltassem para informá-lo quando tivessem encontrado o menino, mas eles não fizeram isso. Herodes tomou-se de fúria e, com medo desse novo rei dos judeus, mandou que fossem mortos todos os meninos de Belém que tivessem dois anos de idade ou menos. Um anjo apareceu a José, em sonho, e o preveniu. José fugiu então para o Egito, com Maria e o menino Jesus. Só retornaram a Nazaré depois da morte de Herodes.

Jesus morreu crucificado aos 33 nos para mostrar a nós o amor de Deus, nosso pai.

Férias na Praia.

Estamos em Cabo Frio desde o dia 19 de dezembro. Quer dizer, hoje mamãe voltou para o Rio com vó Gina e vô Hélio porque precisa trabalhar, mas eu fiquei com papai, Cida & cia. Neste tempo, muitas coisas aconteceram. Já estou com dois dentinhos e não sou mais uma lagartixa, mas um cachorrinho. Aprendi a engatinhar e ninguém me segura mais. Principalmente em Cabo Frio, onde tenho muito, muito espaço.

Além de me divertir em casa com os primos, na piscina e no jardim, conheci lugares novos estes dias.

Fui à Búzios com mamãe, Cida e minha irmã preta Priscila. Tirei fotos na Orla Bardot, com a própria Brigite e na badalada Rua das Pedras. Passeamos, jantamos e fizemos umas comprinhas. Mamãe adora esta cidade e diz que costumava ir muito para lá quando ainda não era casada com o papai. E ela tem razão: tudo é muito bonito. Cheguei em casa já eram 10 da noite e, pra variar, dormi dentro do carro.

Em Cabo Frio conheci uma praia nova muito linda: a do Forte. Fomos num fim de tarde antes do Natal e estava vazia. Desta vez brinquei na areia, bem na beirinha do mar. Sentei, engatinhei, mas o que mais gostei foi de sentir a areia molhada escorrendo entre os meus dedinhos. Ah, e tambem adorei o o sabor salgado da água do mar.

Curto muito a minha casa e meu prédio, mas esta coisa de férias na praia é bom demais. Só estou com saudades dos meus amigos Tom, Arthur, Lili, João, Bia e do xará Mateus.

Lagartixa ou jacaré?

Aos cinco meses comecei a sentar, aos seis já me levantava sozinho e  ficava em pé no berço e no cercadinho e antes de chegar aos sete estava me arrastando pelo chão. Preciso confessar que estou até começando a engatinhar, só que, por enquanto, prefiro mesmo é me arrastar. Mas, me aguradem, porque agora a cada dia tenho uma novidade.

Ah, sexta-feira, três dias antes de completar sete meses, fui visitar o Dr. Luís Octavio. Estou com 7,670 Kg e 69 cm. E a partir de agora posso comer peixinho uma vez por semana.

Já é Natal…

Hoje acordei e fui trabalhar com o meu pai. Primeiro fomos ao Rio Design Leblon e logo depois nos mandamos para o Rio Design Barra. Lá conheci vários amigos do papai e também encontrei o tio Spina, a tia Marilene e a tia Cris. Foi a vida que pedi a Deus: a mulherada me paparicando e eu distribuindo sorrisos e passando de colo em colo.

Papai tratou logo de garantir o meu futuro e me levou no RH. Será que descolo um estágio?

Bem, o Natal está próximo e o shopping estava lindo, todo decorado. Tinha montanha russa, árvores de Natal e até uma árvore falante. Papai me levou numa casinha onde conheci um velhinho de barba branca e roupa vermelha. Me disseram que o nome dele é Papai Noel e que na noite de Natal ele distribui presentes para crianças de diversas partes do mundo. Parece que antes a gente precisa escrever uma carta pedindo o que quer ganhar. E na noite do dia 24, antes de dormir, temos que colocar um sapatinho na janela.

Fiquei com muitas dúvidas e depois que aprender a falar pecisarei fazer algumas perguntas ao papai e à mamãe. Por enquanto o que sei é que eles fizeram a tal cartinha e já entregaram ao Papai Noel. Eu, que não sou bobo nem nada, fiz uma social com o bom velhinho e para registrar este meu primeiro encontro com ele papai tirou uma foto.

Depois de tudo isso bateu a fome. Eu já tinha almoçado e agora era a vez do papai e da Cida. Fomos na Fiametta, junto com a tia Cris. Aproveitei para beliscar a comida do papai e comi franguinho desfiado. Uma delícia!

Foi um dia muito divetido e cheio de novidades. Agora estou contando os dias para o meu primeiro Natal.

Hexa primeiro dentinho.

Ontem mamãe sentiu que meu primeiro dentinho estava saindo. Mas vamos começar do início.

Fomos com tio Spina, tia Drica, Lulú e Pedrão na loja do Flamengo lá na Gávea. Papai e tio Spina queriam comprar a camisa do Hexa ( é, o Mengão se sagrou hexacampeão brasileiro no fim de semana passado). Eu cheguei dormindo, mas acordei lá, a tempo de ver a taça de campeão. A loja estava lotada, uma fila enorme para pagar, mas como papai estava comigo teve direito a ser atendido antes. Ufa!

Hexacampeão!

Na volta mamãe terminou de dar minha janta dentro do carro (tinha começado a comer na ida para a loja, mas dormi no meio da refeição) e depois eu pedi a ela para fazer carinho da minha gengiva. Ela sentiu algo arranhando, o que era na verdade minha primeira mordida. Ainda um pouco na dúvida, passou o dedo de novo na minha gengiva e eu “nhac”. Depois foi a vez do papai. E eu “nhac” de novo.

Ainda está muito pequeno, então não dá nem para fazer uma foto bacana. Mas muito em breve vocês irão conhecer o meu novo sorriso (agora menos banguela).

Enquanto isso, vejam o que mamãe achou na Internet sobre este assunto.

Os primeiros dentes do bebê

O nascimento dos primeiros dentinhos é acompanhado por muita expectativa e dúvidas. Veja as mais comuns e curta esse momento com tranqüilidade.

Iara Biderman / Site da revista Crescer

Nilson CardosoUm belo dia, naquele sorriso tão familiar, surge uma novidade: nasceu o primeiro dentinho do bebê! O evento é logo comunicado aos avós, tios, amigos, e é mais uma pequena festa para a família.

Em geral, o primeiro dentinho vai nascer quando seu bebê tiver cerca de 6 meses, mas variações individuais podem adiantar ou atrasar essa data, sem prejuízo ou vantagem para a criança. O importante é que, até os 3 anos, ela esteja com a primeira dentição completa: 20 pequenos dentinhos de coloração leitosa, 10 no arco dentário superior e outros 10 no arco inferior.

Assim como a data do primeiro dente, a seqüência dos outros varia, mas em geral segue uma ordem: os da frente vêm antes do que os detrás, os de baixo nascem primeiro do que seus correspondentes de cima. Veja abaixo a data média do nascimento dos dentes de leite.

Quando eles costumam aparecer
6 meses incisivos centrais inferiores
7 meses incisivos laterais inferiores
7 meses e meio incisivos centrais superiores
9 meses incisivos laterais superiores
12 meses primeiros molares inferiores
1 ano e 2 meses primeiros molares superiores
1 ano e 4 meses caninos inferiores
1 ano e meio caninos superiores
1 ano e 8 meses segundos molares inferiores
2 anos segundos molares superiores